Arquivo de jazz

Made In Brazil: Medulla

Posted in Made In Brasil, Novidades, Vídeos with tags , , , , , , , , on julho 20, 2010 by Jonatas

Ouvindo Medulla da para acreditar que o rock nacional ainda tem salvação. Letras incrivelmente inteligentes cheias de frases marcantes com forte apelo crítico munidas de um instrumental pesado que não excede os limites do bom senso e fortalecem o poder da voz rouca dos gêmeos Keops e Raony. Tudo soa perfeitamente no lugar trazendo um enorme leque de influencias que passam por diferentes vertentes musicais como new-metal, dub, jazz, MPB e hip-hop, mesclados em uma experimentação agradável.

Desde 2005 na estrada, possuem um disco espetacular lançado que passeia por ótimas faixas como “O Circo”, “Munição na Mamadeira” e “Susi”. Há também uma releitura da faixa “O Velho”, originalmente famosa na voz de Chico Buarque. Desde então estão lançando um novo disco em partes, através de compactos publicados em diferentes formatos (fitas k7, pen drives, mp3, etc). Serão no total quatro compactos que além das faixas inéditas trazem material multimídia e videos. O terceiro compacto entitulado “Capital Erótico” deve ser lançado em breve.

O som da Medulla já foi comparado com O Rappa, o que abriu portas para a inserção de seus trabalhos na mídia e em festivais de renome nacional. O clipe da música “O Novo” (acima) chegou a entrar nas paradas da MTV Brasil, provando que ainda existe um pouco de cérebro nessa remessa fraca de adolescentes. Torço para que encontrem o sucesso que merecem, afinal, não é todo dia que ouvimos algo tão bom!

Para conhecer mais do Medulla e acompanhar os lançamentos dos compactos, visite o MySpace oficial da banda. Lá também tem links para diversas redes sociais em que estão presentes ;)

Exile On Main St.

Posted in Discoteca, Música with tags , , , , , , , on junho 25, 2010 by Jonatas

Chega a bendita sexta-feira e você, arrastado pelo cansaço acumulado de toda a semana, com a cabeça fora do lugar e sem vontade de fazer absolutamente nada durante todo o dia, busca aquele resto de energia no fundo da alma para manter-se de pé e encarar de frente todas as coisas chatas que precisa resolver para ter um final de semana tranquilo sem preocupações. O problema é que você não consegue encontrar essa energia e busca uma válvula de escape para não estressar, para afastar aquela vontade de mandar todo mundo à merda e ir pra casa dormir.

Minha dica para evitar esse tipo de eventualidade é uma, bem simples: Exile On Main St.

É um disco velho, eu sei. Também não é um disco para qualquer um, afinal tem que curtir blues, jazz, rock clássico, e principalmente, Rolling Stones. E se você não gostar com certeza vai achar o disco bem chato… Mas não dá pra negar que é um disco que soa a esbórnia. As músicas estão carregadas de cigarro, bebida, cocaína e sexo. Em algumas canções podemos perceber a ressaca do Keith Richards em notas prolongadas e preguiçosas. E claro, tudo isso inspira muito! É uma lufada intensa de carpe diem no meio da sua cara!

Recentemente, esse que é um dos discos mais influentes da história e provavelmente o melhor dos Rolling Stones, foi remasterizado e relançado em uma edição de luxo. Além das 18 canções contidas na versão original, algumas canções inéditas foram adicionadas como bônus. Canções essas que foram gravadas naquela época, mas ficaram de fora do álbum.

O disco inteiro está disponível para áudio no YouTube, basta dar uma procurada. Vale a pena conferir, afinal, se não fosse por álbuns como esse, não haveria música boa no mundo.

Dica Brasuca: Curumim & the Aipins

Posted in Música with tags , , , , , , on agosto 17, 2008 by Jonatas

Curumim é um multiinstrumentista paulistano. Os Aipins são uma banda eclética que pirou na mistureba de Curumim. Daí sairam canções que misturam rap, reaggea, samba, rock, baião, dub, jazz e dance. Achou estranho??? É porque você ainda não escutou o som dos caras…

Nunca vi nada tão eclético e ao mesmo tempo tão sensato quanto o som do Curumim & the Aipins. A combinação musical num primeiro momento parece não agradar (Baião com DANCE??? QUE PORRA É ESSA???), mas fica tudo tão… Meticulosamente combinando, que essa sensação vai pro beleléu em minutos.

Prova disso é a repercursão que a banda tem conseguido. Aqui no circuito brasileiro underground eles são hit! Quase todo mundo conhece. Na mídia não porque já sabe né??? Ainda temos pessoas que pensam devagar no comando dela… E lá fora? Lá fora todo mundo adora. Até a Natalie Portman paga um pau pro som dos caras, e um grupo californiano de rap chamado Blackalicious apadrinhou o conjunto para abrir sua tournê mundial.

Quer conhecer??? Só entrar no MySpace e brisar ;)